Comida Gordurosa Afeta Corpo e Cérebro


Consequências surgem muito antes do ganho de peso.

Jornal Folha de São Paulo - por Tara Parker-Pope

Comer alimentos gordurosos parece exercer efeito adverso quase imediato sobre a memória e o desempenho em exercícios, segundo novos estudos com ratos de laboratório e seres humanos.

Já era sabido que uma dieta de longo prazo com alto teor de gordura. está associada a ganhos de peso, doenças cardíacas e declínio da função cognitiva. Mas as novas pesquisas mostram de que maneira as comidas gordurosas, mesmo que consumidas por apenas alguns dias, podem afetar o corpo e o cérebro bem antes que o ganho de peso se torne aparente.

Os pesquisadores estudaram 32 ratos de laboratório alimentados com ração de baixa gordura e treinados durante dois meses para percorrer um complicado labirinto. O labirinto incluía oito diferentes percursos, e no final de cada um deles o animal recebia uma recompensa na forma de leite condensado. O labirinto era limpo com álcool após cada experiência, para que o rato tivesse de utilizar a memória, e não, o faro, como orientação.

Todos os ratos selecionados para o estudo já haviam memorizado com sucesso o percurso pelo labirinto e eram capazes de encontrar um mínimo de seis ou sete recompensas antes de cometerem um erro.

Em seguida, metade dos ratos participantes passaram a ser alimentados com uma dieta de alta gordura, enquanto os demais mantinham a dieta original. Após quatro dias, os ratos alimentados com a dieta mais gordurosa começaram a apresentar problemas de desempenho no teste do labirinto - em média, encontravam só 5 das 8 recompensas antes de cometer um erro. Os que mantiveram a dieta original preservaram o nível elevado de desempenho.

Metade dos ratos também havia sido treinada para correr em uma esteira rolante. Depois de apenas alguns dias de dieta de alto teor de gordura, o desempenho deles na esteira piorou em 30% e, depois de cinco dias de teste, em 50%.

"Antecipávamos encontrar mudanças, mas talvez não tão dramáticas e em prazo tão curto", disse o principal auror do estudo, Andrew Murray, professor de fisiologia na Universidade de Cambridge, Reino Unido. "A rapidez desses efeitos é realmente notável."

Ainda que os dados sobre o estudo humano ainda não tenham sido publicados, os pesquisadores executaram pesquisas semelhantes com homens jovens e saudáveis, que participaram de testes cognitivos e exercícios físicos. Murray diz que os dados ainda estão sendo revisados, mas que os efeitos de curto prazo de uma dieta com alto teor de gordura em humanos parecem semelhantes aos encontrados nos estudos com ratos.

Não está claro por que alimentos gordurosos causariam declínio na função cognitiva. Uma teoria é que uma dieta com teor elevado de gordura poderia ativar resistência à insulina, o que significa que o corpo se torna menos eficiente no uso de glicose, ou açúcar do sangue, componente importante da função cerebral.

A comida gordurosa parece ter efeito em curto prazo sobre o desempenho em exercícios porque o corpo reage ao alto teor de gordura no sangue liberando proteínas que, essencialmente, tornam o metabolismo menos eficiente. "Acredita-se que seja um mecanismo protetor para eliminar o excesso de gordura", disse Murray. "Mas isso torna os músculos menos eficientes no uso de oxigênio e combustível para produzir a energia necessária a se exercitar."

As constatações são especialmente relevantes para quem não se preocupa com o ocasional consumo excessivo de alimentos gordurosos porque se exercita regularmente. "Se você come até se fartar porque costuma correr, isso limita seu desempenho", disse Murray.

    Leitura Dinâmica e Memorização

    Preencha aqui seus dados

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus