Cursos de Leitura Dinâmica e Memorização: Acelere seu Desempenho


Site Guiacurso - por Regiane Monteiro

Em tempos de crise, o mercado de trabalho exige mais qualificação do que em épocas remotas. Todo e qualquer diferencial pode ser apreciado como fator determinante para a conquista da tão esperada recolocação.
 
É por este princípio que os cursos de técnicas de leitura dinâmica e memorização têm se tornado campeões no ranking de procura entre um público que encara as salas de aula presenciais e virtuais a fim de destaque em meio a concorrência.

  • Dinamismo da leitura
     

Os mecanismos da leitura foram pesquisados na França, no final do século XIX, por Emile Javal (1839-1907), pesquisador e diretor de Oftalmologia da Sorbone após complicações oculares que poderiam levá-lo a cegueira. Foi em sua obra “Physiologie de la Lecture et le L´Escriture” que concluiu que a abertura ocular humana permite identificar várias palavras por ponto de fixação. Logo, começou a treinar a sua mente com a finalidade de quebrar este modelo de percepção visual escrita.
 
No entanto, foi nos EUA, que a professora Everly Wood (1927-1979) começou investigar a maneira como os leitores captavam as idéias através da leitura. Na década de 50, elaborou um método próprio e estratégico, provocando uma melhora na leitura entre 5 a 8 vezes em relação a grande maioria que se limitava a ler por sílabas. Já no ano de 1959, fundou em Washington, o primeiro Instituto Americano de Leitura Dinâmica. A partir deste fato, todas as escolas de leitura dinâmica usam o mesmo método até hoje, diferenciando-se apenas na qualidade e seriedade dos treinamentos.

  • Arte de memorizar

As técnicas de memorização ganharam grande impulso com os gregos que para fazer uso de sua cidadania, memorizavam grandes discursos desenvolvendo as primeiras técnicas para enfrentarem esse desafio. Atualmente, com o cérebro, mente e a memória humana, diversas técnicas de memorização foram criadas.

  • Método de aprendizado

De acordo com o professor e diretor executivo da Methodus Consultoria em Aprendizagem e Comunicações, Alcides Schotten, há uma diferença entre o curso de leitura dinâmica e de memorização. ”O primeiro caracteriza-se em sempre identificar ideias, o que torna a leitura rápida e com qualidade superior de 5 a 8 vezes comparando-se à leitura comum. A leitura dinâmica trata basicamente da captação das informações. Já o segundo auxilia o arquivamento de conteúdos mentais que possuem lógica, como também aquelas informações desprovidas de entendimento. Quanto maior o poder de concentração, maior a qualidade e a quantidade dos registros arquivados em nossa memória. Memorização diz respeito a retenção e ao acesso das informações registradas”.
 
As técnicas baseiam-se em exercícios básicos, intermediários e avançados. Os inúmeros softwares multimídias permitem a elaboração de exercícios com estilos e velocidades apropriados a todas as fases do treinamento. Porém, para a maioria das pessoas, faz-se necessária a orientação de um profissional para esclarecer dúvidas e adequar as características pessoais às nuances de cada fase do treinamento.
 
O universitário Bruno Sarmento, 23, confessa ter recorrido às técnicas de memorização devido a dispersão e a falta de concentração acentuada em informações necessárias para o seu desempenho nos estudos e trabalho."Adoro ler, porém não assimilo quando leio rápido, o resultado corresponde a um péssimo aproveitamento nas minha atividades".
 
Estes tipos de cursos são indicados para todas as pessoas que desejam aprender com desenvoltura e que possuam determinação para mudar os hábitos de leitura e estudos. “Não existe idade mínima e máxima. Em teoria, quanto mais cedo melhor. O fator determinante mais forte é sempre a determinação, acrescido da flexibilidade mediante mudanças. Também não há limite de idade máxima, já que hoje sabemos que a mente é o "tecido" mais flexível da constituição biológica humana”, enfatiza Schotten.
 
Os alunos podem contar com o profissionalismo, afinal para ministrar estes cursos é exigido do professor/monitor extrema dedicação ao desenvolvimento de abordagens de treinamento inovadoras e eficazes, além de constante disposição para pesquisas científicas sobre o cérebro, cognição humana e aplicação dessas ferramentas ao contexto dos alunos.
 
Segundo o professor Leandro Santos, em geral para se obter resultado, isto é, ter qualidade (compreensão e velocidade) de 5 a 8 vezes melhor, há a necessidade de treinar, em média, dois a quatro meses, com duração de 1 hora por dia. Porém, mais importante do que o tempo de treino, é a sua qualidade. Pedagogicamente falando, o treino com melhor qualidade necessita ser intenso, porém com curta duração.
 
O profissional vende conhecimento, não mais meramente as suas horas e a estratégia mais rápida para adquirir conhecimento é a leitura que muda os paradigmas de captação das informações, sendo o ponto-chave o desenvolvimento da concentração. Aproveitar técnicas especializadas facilita o aprimoramento de capacidades indutivas e consequentemente equivale destaque no momento de competir uma vaga.

    Leitura Dinâmica e Memorização

    Preencha aqui seus dados

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus