Exercício Diminui Pressão Intraocular, Afirma Pesquisa


O parâmetro é considerado o principal fator de risco para o desenvolvimento de glaucoma.

Jornal Folha de São Paulo

Além de melhorar a saúde cardíaca e aumentar, a força muscular, praticar esporte pode trazer benefícios para a visão. Estudos feitos no Centro de Oftalmologia Esportiva do Instituto da Visão da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) mostram que o exercício abaixa a pressão intraocular - principal fator de risco para desenvolver glaucoma.

Os pesquisadores avaliaram o efeito da prática de exercícios físicos como natação, boxe, jiu-jítsu, atletismo é handebol na pressão intraocular de atletas. Viram que houve uma redução significativa nesse parâmetro - a queda mínima foi de 20% e a máxima, de 45%.

Foram avaliados cerca de 200 atletas - todos profissionais de elite. O oftalmologista Marinho Scarpi, chefe do centro, diz que os estudos na literatura mundial são controversos em relação ao efeito do esporte na pressão ocular. "Uma pesquisa anterior de muito impacto tinha sugerido que o uso de óculos de natação pode aumentar a pressão intraocular. Nós provamos que isso não é verdade - pelo contrário, a pressão cai significativamente", afirma o oftalmologista.

Outras pesquisas serão feitas pelo centro para saber se a pressão oscila de acordo com o esforço e com o preparo físico da pessoa, o que permitirá saber se os ganhos ocorrem também com não atletas.

Os mecanismos pelos quais acontece a variação da pressão ainda estão sendo investigados. "Por enquanto, não podemos afirmar que o exercício é um tratamento coadjuvante para o tratamento do glaucoma", diz Scarpi. Para descobrir isso, será feito um estudo com pacientes de pressão alta para ver se melhoram com o exercício.

O Centro de Oftalmologia Esportiva funciona desde fevereiro de 2008 e tem cerca de 40 pesquisadores.

    Leitura Dinâmica e Memorização

    Preencha aqui seus dados

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus