Mitos do ENEM: 14 verdades e mentiras


Com a ajuda do professor de matemática Alfredo Oyarzabal de Castro, do Universitário de Porto Alegre, desvendamos alguns mitos que você escuta por aí sobre o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Também trouxemos à tona as verdades que podem ajudar você a entrar na faculdade.

Revista Galileu - por Paula Minozzo

1 - Quando não se sabe a resposta, é melhor deixar em branco. MENTIRA

Ao contrário de alguns métodos de avaliação, você não perde pontos se errar a pergunta. Se não souber, chute! A folha de respostas é corrigida por um computador, por isso, deixando em branco, ela é automaticamente considerada errada.

2 - Questões podem ter valores diferentes. VERDADE

O Enem, as questões têm valores dife­rentes. Mas o número de pontos de cada uma não é divulgado. Por isso, alguém que acertou o mesmo número de questões que um colega pode ter uma nota diferente.

3 - A nota do Enem pode prejudi­car você na hora de ingressar na faculdade. Se achar que ela é muito baixa, não inclua no processo de seleção. MENTIRA

Algumas universidades combinam a nota do Enem com o resultado do vestibular. É aconselhável sem­pre informar a nota do Enem durante o processo de seleção, se a instituição permitir. Se a nota do Enem for baixa o suficiente para prejudicar o vestibulando, ela é desconsiderada em algumas instituições.

4 - Estuda-se para o Enem como se estuda para o vestiba. VERDADE

O melhor método para se preparar para as provas do Enem é refazendo questões das provas anteriores para treinar a capacidade de interpretação (algo que exige paciência) e testar seus conheci­mentos. Estar sempre atualizado com os aconteci­mentos e fatos atuais é muito importante. Lembre-se: não basta apenas saber o conteúdo, é necessário conhecer a linguagem da prova. Quanto mais prática leitura, melhor.

5 - Não é preciso escolher a instituição e o curso antes de se inscrever no Enem. VERDADE

Faça o Enem e leve a sério todas as provas, in­clusive a redação. O Enem é a forma de você ter vantagens na hora da seleção para o vestibular, por isso mande bem mesmo. Depois que você tiver o resultado da sua nota, é hora de começar a escolher a universidade. Passada a régua no Enem, mais livre você está de escolher a faculdade que quiser!

6 - Enem tem leituras obrigatórias. MENTIRA

Não. Quem tem são só os vestibulares.

7 - Preocupe-se apenas em estudar o que vai cair na prova. MENTIRA

Estude todos os conteúdos! Muitas vezes, uma pergunta sobre um determinado assunto se utiliza de outros temas para ser contextualizado. Às vezes, é preciso de conhecimentos a mais para poder resolver uma questão.

8 - Se a universidade não exigir as cinco provas do Enem em seu processo de seleção de ingresso, não é necessário fazê-Ias. MENTIRA

Se a universidade dos seus sonhos não exige o Enem como um dos requisitos para seleção, muita calma! Você pode precisar do Enem para outras oportunidades, como para garantir uma bolsa de estudos.

9 - O aluno deve fazer a prova no ano em que está se formando. MENTIRA

Não é obrigatório fazer no ano em que se forma, mas é recomendável. Se o aluno optar por adiar a entrada na universidade, pode adiar o Enem. Mas o ideal é fazer no mesmo ano do fim do colégio.

10 - O Enem substitui o vestibular em algumas universidades. VERDADE

O Enem substituiu na íntegra o vestibular em algumas universidades. Em algumas instituições, é preciso ter feito as duas provas. A verdade é que cada universidade tem um critério. Informe-se.

11 - A inscrição para o Enem só pode ser feita online. VERDADE

Você pode se inscrever e saber mais informações sobre a prova no mec.gov.br.

12 - Há limite para quantas vezes um aluno pode fazer o Enem. MENTIRA

Você pode fazer a prova quantas vezes quiser. As instuições sempre contabilizam a nota da última edição, mas isso pode mudar: logo o aluno poderá utilizar a melhor nota e não a última.

13 - Não há diferença entre o novo e o antigo Enem. MENTIRA

A versão atual tem objetivo classi­ficar os estudantes por desempenho e ser um ins­trumento de concurso. As provas anteriores a 2008 tinham o objetivo de diagnosticar a qualidade do Ensino Médio no Brasil e fornecer dados de pesquisa para sustentar possíveis mudanças no currículo.

 14 - Há diferenças do atual Enem para o vestibular tradicional. VERDADE

A abrangência, a linguagem e o conteúdo programático são diferentes. Enquanto o vestibular é específico para uma instituição, o Enem é um credenciador para o aluno ingressar em muitas faculdades pelo Brasil afora. Enquanto cada vestibular tem sua linguagem própria, o Enem tem uma linguagem interdiciplinar, focada em interpretação de textos relacionados ao dia a dia.

    Leitura Dinâmica e Memorização

    Preencha aqui seus dados

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus