Não Vale por Um Bifinho


Ração humana, shakes e sopas de pacote podem ajudar na dieta, mas não devem substituir refeições.

Jornal Folha de São Paulo - por Fernanda Bassette

Amplamente dissemi­nada entre jovens e adultos, a nova moda para emagrecer é uma dieta conhecida como ração humana - uma mistura feita com vários alimentos, entre, eles cereais integrais.

Especialistas em nutrição advertem, porém, que, apesar de promover o emagrecimento a curto prazo, a ração não deve substituir refeições nem ser usada como método para per­der peso com saúde.

O mesmo vale para produtos como shakes e sopas em pó, também muito consumidos co­mo substitutos de refeições.

"Todas as dietas da moda têm o mesmo objetivo. Elas até fa­zem a pessoa emagrecer mais rápido, mas ninguém consegue mantê-Ias por muito tempo. Muitos desistem no meio e vol­tam a ganhar peso. Além disso, a médio prazo, a pessoa pode ter problemas por causa do de­ficit nutricional", diz Daniel Magnoni, nutrólogo e cardiolo­gista do Hospital do Coração.

Magnoni acrescenta, ainda, que, apesar de normalmente ser ingerida com um comple­mento (como iogurte, sucos, frutas ou leite), ela é pobre em proteína. "A pessoa emagrece porque a ração tem pouco sódio e pouco carboidrato, mas ela nunca deve substituir uma re­feição saudável e equilibrada."

Segundo o nutrólogo Durval Ribas Filho, presidente da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia), de tempos em tempos surgem dietas popula­res que prometem "fazer mila­gres" na perda de peso.

"Todo mundo quer encon­trar a dieta, a cirurgia e a ativi­dade física mágicas. Mas não é fácil perder peso com saúde. Só consegue emagrecer e conti­nuar magro quem muda hábi­tos alimentares e pratica exer­cícios físicos", diz Ribas Filho.

Quem usa a ração para ema­grecer normalmente ingere cerca de 20 g (ou duas colheres das de sopa) do produto por dia, que pode ser adicionado a su­cos, vitaminas, iogurtes, salada de frutas ou até mesmo água.

De maneira geral, os especia­listas consultados pela Folha dizem que a composição da ra­ção humana é saudável, mas que ela nunca deve substituir uma refeição -apenas ser alia­da de uma dieta equilibrada.

"A ração humana tem ingre­dientes importantes e até fun­ciona como emagrecedor, mas o efeito é temporário. Também não é recomendada como dieta por nutricionistas. Pode ser usada uma vez na semana para substituir uma refeição, mas não deve ser a regra", diz Ma­riana DeI Bosco, nutricionista da Abeso (Associação Brasilei­ra para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica).

O roteirista Rogério Mestri­ner, 28, foi adepto da ração hu­mana, mas agora decidiu dar um tempo para o organismo. "Todos os dias eu tomava duas colheres de ração misturada com um copo de água no lugar do café da manhã e também substituía o jantar pela ração, mas misturava com iogurte pa­ra me satisfazer mais", diz.

Para se policiar, comia amêndoas, castanhas ou da­mascos a cada três horas. De­pois de um mês, perdeu 3,5 quilos, mas decidiu dar um tempo na dieta. "O sabor é mui­to ruim. Tem que ter uma força de vontade incrível", disse.

Shakes e sopas

Outros exemplos de dietas problemáticas são sopas e sha­kes. "Os shakes podem ter mais proteínas dependendo da mar­ca. Só que não são nutricional­mente completos. Alguns têm poucas fibras, outros pouca proteína. Ao longo do tempo, as pessoas sofrem com o "efeito sanfona" [engorda e emagre­ce]", diz Magnoni.

Sopas em pó, vendidas em embalagens individuais, tam­bém não servem como refeição. "São ricas em sódio e pobres em proteínas, o que pode provocar danos à saúde, e não saciam. O resultado é o mesmo das outras dietas promissoras", afirma ele.

Segundo os especialistas, a dieta saudável depende de uma alimentação com cerca de 60% de carboidratos, de 25% a 30% de gordura, de 15% a 20% de proteínas, além de vitaminas, fibras e sais minerais.

"Quer quer emagrecer com saúde deve investir em um pro­cesso de reeducação alimentar. E, para isso, essas dietas não funcionam", conclui DeI Bosco.

• Faça a ração humana em casa 

Ingredientes

250 g de fibra de trigo
125 g de leite de soja em pó
125 g de linhaça marrom
100 g de açúcar mascavo
100 g de aveia em floco?
100 g de gergelim
75 g de gérmen de trigo
50 g de gelatina(sem sabor )
25 g de guaraná em pó
25 g dê levedo de cerveja
25 g de cacau em pó

*Algumas receitas incluem castanha-do-pará,quinua e ginseng

Preparo (1kg)

Misture bem todos os ingredientes da receita. Eles devem ser armazenados em um pote limpo e com tampa e guardados na geladeira por, no máximo, 15 dias.

• Conheça os ingredientes 

Fibra de trigo - Melhora o trânsito intestinal e o controle do colesterol e glicemia, além de manter a sensação de saciedade.
Leite de soja em pó - Atua como protetor cardiovas­cular e também tem menos gordura do que o leite de vaca.
L Linhaça marrom - A semente de linhaça é fonte de ômega 3, Que possui efeito protetor para o coração. Também auxilia na queima de gordura e ajuda a regular o trânsito intestinal.
Açúcar rnascavo - É o açúcar da cana, natural e integral, que não passa pelos processos de refinamento in­dustrial. Não deve ser consumi­do por pessoas diabéticas.
Aveia em flocos - É composta por fibras impor­tantes que ajudam a diminuir o colesterol e regularizar o trân­sito intestinal.
Gergelim - É uma gordura e uma boa fonte de cálcio.
Gérmen de trigo - É rico em vitaminas do comple­xo B e possui uma boa quanti­dade de proteínas.
Gelatina sem sabor - É rica em colágeno, auxilia no combate à flacidez e rugas. Também ajuda a manter a sensação de saciedade.
Guaraná em pó - Possui ação energética, ajudan­do a manter o estado de alerta por mais tempo.
Levedo de cerveja - É um composto rico em vitami­na B, que ajuda a regularizar o trânsito intestinal.
Cacau em Pó - Tem pouco açúcar e é rico em sais minerais, como ferro, mag­nésio, potássio e fósforo, além de ser rico em antioxidantes.

    Administração do Tempo

    Preencha aqui seus dados

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus