Os líderes e suas forças


Um dos principais autores de livros de carreira da atualidade, Marcus Buckingham ensina em seu novo projeto como líderes devem explorar suas melhores habilidades.

Revista Você S/A - por Amanda Kamanchek 

Em 20 anos de pesquisa no ins­tituto Gallup, o cientista po­lítico americano Marcus Buckingham entrevistou mais de 257 000 executivos de su­cesso e mapeou suas habili­dades, reunindo-os em um dos principais bancos de dados sobre comportamento profissional existen­te no mundo. Em 1999, Marcus tor­nou públicos seus estudos pela pri­meira vez, no livro Descubra Seus Pontos Fortes (Ed. Sextante). A obra marcou época ao contradizer a ideia geral vigente, de que os profis­sionais deveriam concentrar-se na reparação de pontos fracos para ter bom desempenho, e fez de Marcus uma fonte consagrada no assunto. Agora, ele volta com novo projeto, um livro casado com um teste de avaliação do tipo assessment, cha­mado StandOut (em português, "destaque-se"), que está previsto para ser lançado em maio de 2012 no Brasil pela Editora Sextante. A obra é voltada para líderes que de­ sejam investir em seu potencial e acelerar o desempenho da equipe. "Há muitos perfis de liderança, ten­tamos destacar qual é o jeito de cada um", explica Marcus. Mesmo batendo na tecla dos pontos fortes há dez anos, ele segue lutando contra o há­bito do mundo corporativo de olhar para os gaps dos funcionários e ten­tar corrigi-los - o certo seria inves­tir profundamente nas competências de cada um. Segundo Marcus, a insistência em melhorar as fraquezas é consequência do ensino nas esco­las tradicionais, que incentivam o aluno a se sair bem em todas as dis­ciplinas. "Mesmo que o estudante tenha uma série de notas A, ele con­tinua se preocupando em melhorar nas matérias cujas notas foram F", disse Marcus à VOCÊ S/A. Essa pre­ocupação excessiva com as fraque­zas não ajuda o profissional a atingir alto desempenho. Alguns diretores de RH concordam com a teoria de Marcus. "Cuidar de melhorar pontos fracos é como dirigir olhando para o retrovisor", diz Antonio Salvador, vice-presidente de recursos huma­nos da HP no Brasil, que considera um desperdício de tempo o esforço de corrigir fraquezas. "A eficiência da gestão de talentos depende de direcionar o talento certo para o lu­gar certo, na hora certa."

A ideia do livro é fazer com que os profissionais conheçam suas ha­bilidades naturais para melhorar seu desempenho. O assessment avaliao gestor em nove pontos e então revela quais são os dois mais fortes. Em sua pesquisa, o autor identificou nove diferentes perfis de líderes (veja quadro na pág. abaixo). Na edição americana, que custa 12,78 dólares na Amazon, o livro traz uma senha de acesso ao teste online (em inglês). Segundo Marcus, não exis­te um perfil certo de líder: cada pessoa tem aptidão para determi­nada tarefa, o desafio é colocar a pessoa certa no lugar certo e dar liberdade para que ela faça as coisas da sua maneira. "Os melhores ge­rentes são capazes de identificar em alguém um lampejo de talento e, então, reposicionar essa pessoa de modo que ela possa utilizá-Ia de maneira mais efetiva", afirma Marcus Buckingham.

• Os 9 tipos de líder

Identifique seu perfil 

- CONECTOR: Indivíduo hábil em enxergar a teia de relações pessoais e em se conectar. Para ele, pessoas com diferentes pontos fortes podem se unir para realizar grandes coisas.

- PROVEDOR: Está sempre querendo saber como apoiar a equipe e valorizar os funcionários. É confiável e defende as outras pessoas.

- ASSESSOR: É aquele líder a quem as pessoas recorrem quando desejam um con­selho sobre determinado tópico. Como um perito, está aprendendo tanto para poder ensinar os outros.

- ESTIMULADOR: É um líder que eleva a energia no ambiente, faz com que as pessoas se apeguem e as coisas aconteçam. Os outros entram em ação porque desejam segui-lo.

- PIONEIRO: Este perfil se apega ao que virá em seguida. Gosta de projetos novos e é motivado por novas experiências. Não tem medo do fracasso.

- EQUALlZADOR: Ele sente que todo o universo pre­cisa ser alinhado. Se esforça para equilibrar tudo e espera muito de todos. Se alguém não fizer o seu trabalho, ele falará na cara.

- PROFESSOR: É instigado pelo potencial de cada pessoa. Seu poder vem com a des­coberta de como explorar os pontos fortes de cada um. Ele gosta de aprender a partir de tudo o que faz.

- CRIADOR: Antes de pedir ajuda, esse líder tem ideias. Gosta de ter um tempo sozi­nho para pensar. Se orgulha de suas ideias e não gosta de surpresas.

- INFLUENCIADOR: Faz com que as pessoas ajam com base no que recomenda. Seu objeti­vo é sempre convencer por meio de persuasão ou charme. É impaciente e ouve apenas o que deseja.

    Oratória

    Preencha aqui seus dados

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus