Simpatia é quase Obrigação


Em novo livro, O Fator Gente Boa, o americano Tim Sanders diz que ninguém pode se dar ao luxo de ser antipático, por mais competente que seja.

Você S.A. - por Márcia Rocha

Ser simpático dá trabalho, principalmente para quem não nasceu assim. Mas o especialista em marketing de relacionamento e palestrante americano Tim Sanders diz que vale o esforço. Tanto na vida pessoal quanto na profissional. Essa é a tese que ele defende em seu novo livro, O Fator Gente Boa, lançado no mês passado pela Editora Sextante. Para Tim, ninguém mais pode se dar ao luxo de ser antipático, por mais competente que seja. "Já houve um tempo em que ser antipático era considerado normal. Não pensávamos no futuro. Não tínhamos a compreensão de que, se jogássemos produtos químicos em um rio, o meio ambiente seria prejudicado", escreve. Tim concedeu entrevista por e-mail no mês passado e nos apresenta um teste para descobrir como anda o que chama de Fator Gente Boa (GB).

  • O qe é o Fator Gente Boa que você apresenta em seu novo livro?

    Seu likeability factor reflete sua capacidade de produzir, de forma coerente, experiências emocionais positivas em outras pessoas, ou seja, levar colegas de trabalho a ser simpáticos por reflexo da sua simpatia.

  • O likeability e carisma são a mesma coisa, ou há alguma novidade no conceito que você tenta emplacar?

    Não são a mesma coisa. Carisma reflete uma expressividade. Já o likeability reflete a inteligência emocional e a sensibilidade de uma pessoa. Muitas pessoas carismáticas são desagradáveis na vida privada porque lhes faltam a sensibilidade e também a maturidaade emocional.

  • Como essa habilidade pode refletir a inteligência emocional?

    A razão pela qual as pessoas gostam de você é porque se sentem bem ao seu lado e têm certeza de que você não agiria para fazê-las se sentir mal. É óbvio. Mas você só pode realizar isso na vida delas se estiver em contato com as emoções - tanto as suas quanto as dos outros.

  • Qual a vantagem de desenvolver o Fator Gente Boa pra um profissional?

    Quando você faz uma pessoa se sentir bem, ela lhe dará mais de sua atenção como forma de retribuição. Neste mundo, onde a atenção é escassa, ter o Fator Gente Boa é importante para conseguir a atenção do outro. Se for numa empresa, você terá atenção dos colegas. Quando se gosta de alguém no escritório, você acredita no que ele diz. Portanto, as opiniões serão ouvidas e respeitadas.

  • Como desenvolver esse fator na vida profissional?

    O livro oferece uma dúzia de caminhos para reprogramar seus pensamentos. A idéia é ajudar você a gostar mais das pessoas com seus defeitos e dar foco aos seus poderes, não aos ressentimentos que acumulamos ao longo da vida à medida que amadurecemos. Eu também ofereço caminhos para você aperfeiçoar sua habilidade de criar interesses comuns com as pessoas da sua vida. E incluo várias dicas de como ler as emoções de outras pessoas e como expandir sua imaginação emocional ajudando você a se conectar com ouutros sentimentos.

  • Não se corre o risco de ser amável por obrigação? O que seria muito falso por parte da qualquer pessoa?

    Ninguém pode trabalhar para desenvolver seu Fator Gente Boa. Você pode trabalhar, autenticamente, para se reconectar com o amor pelas pessoas e com a sensibilidade pelas emoções que tinha quando era criança. Você pode trabalhar para liberar-se dos pensamentos negativos que o tornam desagradável. E aí retornar a ser a boa pessoa que você foi um dia. Algumas vezes, dá o maior trabalho ser você mesmo. Deixe-me perguntar uma coisa: você já esteve numa festa na qual se sentiu desconfortável ou fora de lugar? Foi difícil ser você mesmo, mas você não foi falso apenas por se esforçar. Autenticidade não significa não se esforçar, significa que suas intenções e suas ações estão alinhadas. Pessoas autênticas têm uma conexão com suas ações e crenças. A minha esperança é que o livro convença o leitor que ele precisa ser emocionalmente atraente para os outros, mesmo que ele tenha que aprender a controlar suas emoções para chegar a ser assim.

  • Quais executivos têm um alto fator simpatia no trabalho atualmente?

    É fácil citar exemplos. O Richard Brannson, CEO da Virgin Airlines, e o Jerry Yang, CEO do Yahoo!. O Howard Stringer, CEO de Sony Corporation, também pode estar nessa lista. No Brasil, o Luiz Seabra, que foi CEO da Natura.

  • Na correria do dia, com e-mails, ligações de celular e reuniões seguidas, dá para ser simpático o tempo todo ou esses executivos são super-heróis?

    Para ser autêntico todos os dias é preciso parar de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Não dá para ficar de olho no e-mail quando se é apresentado a alguém. É preciso dar atenção verdadeira às pessoas se quiser ser visto como simpático.

  • Os brasileiros são conhecidos por serem amigáveis. Você acha que a cultura de um país afeta a habilidade particular de cada urn de ser amável? O que você pode dizer sobre americanos, europeus e asiáticos?

    Todo mundo é amigável, é apenas uma questão de como isso é expresso. Brasileir ros são fisicamente amigáveis, gostam de se abraçar, se beijar, se tocar. Vocês também tentam sempre gostar das outras pessoas, até dos estrangeiros. Isso é cultural. Eu já estive em uma cultura em que a amizade era limitada a pequenos círculos de pessoas que se conheciam muito bem. Eles eram amáveis uns com os outros de forma sutil, discreta. Se eu integrasse esses grupos, eles não iriam gostar de mim porque eu sou muito amigável no sentido físico da palavra. A chave é encontrar formas que deixem as outras pessoas confortáveis.

    Teste: descubra seu Fator Gente Boa

    Veja como anda sua simpatia. Atribua uma nota para a freqüência (veja abaixo) em que acontece cada uma das dez situações dos quadros. Seja honesto, sem ser excessivamente rígido consigo mesmo.

    Pontuação A:

    Tabela de freqüência: 0 = nunca / 2 = raramente / 5 = às vezes / 7 = reqüentemente / 10 = diariamente

    1 . Sorrio com freqüência e tenho um tom de voz agradável
    2 . Mantenho uma atitude positiva mesmo quando as coisas dão errado
    3 . As pessoas me contam seus problemas porque sou acessível e um ouvinte atento
    4 . Levanto a autoconfiança das pessoas e as ajudo a se sentir melhor
    5 . Tenho talento para ajudar os outros a cumprir suas obrigações e alcançar seus sonhos
    6 . As pessoas me consideram honesto, confiável, sincero e autêntico
    7 . Sou capaz de entender os pensamentos, sentímentos e experíências das outras pessoas
    8 . Sinto-me feliz e em paz, e isso transparece para outras pessoas
    9 . Simpatizo com o interesse dos outros. Adoro conversar sobre essas coisas
    10 . As pessoas me consideram calmo e fácil de lidar

    Subtotal (multiplique as marcações pelo seu respectivo valor. Por exemplo, se encolheu para a questão 8 - às vezes, multiplique por 5). Pontuação final (some todos os pontos acima).

    Continue respondendo as questões a seguir.

    Pontuação B:

    1 . Em algumas ocasiões sou desonesto com as pessoas
    2 . As pessoas me dizem que sou egoísta
    3 . As pessoas me perguntam por que não sorrio com mais freqüência
    4 . Sou explosivo
    5 . Me distraio quando os outros estão falando
    6 . Não sei julgar as pessoas direito
    7 . Sou crítico e intolerante com as outras pessoas
    8 . As pessoas reclamam ue sou escandaloso e brigão
    9 . Os outros percebe os problemas que eu tenho
    10 . Falo mais do que ouço.

    Subtotal (multiplique as marcações pelo seu respectivo valor. Por exemplo, se encolheu para a questão 6 - raramente, multiplique por 2).
    Pontuação final (some todos os pontos acima).

    Pontuação Final

    Para obter o seu Fator GB, faça as contas: - subtraia a pontuação A da pontuação B. Divida esse valor por 10.

    - de 8 a 10: você é muito carismático
    - de 5 a 7: você está na média ou um pouco acima da média
    - menos de 5: é provável que você tenha problemas de relacionamento por causa de um Fator GB baixo

    Empatia - para demonstrar interesse verdadeiro pelo sentimento do outro:

    - Perceba as emoções transmitidas pela expressão facial
    - Não tire conclusões apressadas
    - Seja um ouvinte atento
    - Não interrompa
    - Em vez de afirmar, pergunte

    Raiva - para controlar a raiva que você sente de alguém:

    - Reprima a gratificação que vem da raiva
    - Reavalie a situação entre vocês
    - Assuma o compromisso de não ser hostil
    - Se estiver no limite, desabafe com um amigo.

    • Oratória

      Preencha aqui seus dados

    © Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus