Apneia causa deficiênia cognitiva em mulheres


Falta de oxigênio no cérebro pode ser motivo.

Jornal Folha de São Paulo - por Anahad O" Connor

A apneia do sono severa pode gerar deficiência cogni­tiva leve e demência em mu­lheres, relata um estudo. Pesquisadores da Univer­sidade da Califómia, em São Francisco, monitoraram 298 mulheres mental e fisicamen­te saudáveis em relação à ap­neia do sono - episódios de interrupção ou redução da respiração durante o sono. Do grupo estudado, 105 ti­nham distúrbios respiratórios do sono, ou seja, a ocorrên­cia de 15 ou mais interrupções da respiração por noite.

Em seguida, as mulheres se submeteram a diversos tes­tes de acuidade mental reali­zados pelos cientistas. Os pesquisadores desco­briram que as mulheres que sofriam de apneia do sono estavam 85% mais propensas a ter deficiências cognitivas ou sofrer de demência do que as mulheres com sono normal.

Já a duração total do sono, de acordo com a pesquisa, não estava associada à dete­rioração mental. Além disso, os pesquisado­res acreditam que foi a hipo­xia - falta de oxigêniono cé­rebro - a causadora do mal e não,o despertar repetido. "A pessoa com apneia do sono provavelmente precisa de supervisão em relação a sintomas cognitivos", afir­mou a doutora Kristine Yaffe. Ela é a principal autora do estudo e professora de psi­quiatria da Universidade da Califómia, em São Francisco. O artigo foi publicado re­centemente na revista cientí­fica "The Joumal of the American Medical Association".

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus