Atividade física reduz vontade de se alimentar


Jornal Folha de São Paulo - por Luciano Grüdtner Buratto.

Estudo brasileiro foi realizado em roedores.

Um estudo brasileiro realizado com roedores revelou mais um bom motivo para que obesos pratiquem exercícios físicos. Além de queimar calorias, a atividade reduz a vontade de comer.

Isso acontece porque os exercícios recuperam o funcionamento dos hormônios insulina e leptina, essenciais para a sensação de barriga cheia após uma refeição.

O excessivo consumo de alimentos, aliado à falta de atividades fisicas, desencadeia uma forma invisível de inflamação (sem dor ou vermelhidão), mas cujos mecanismos são parecidos com os de uma inflamação normal.

Cientistas da Unicamp investigaram como o exercício afetaria essa inflamação ligada à obesidade. Para isso, estudaram o hipotálamo, região do cérebro que monitora aquisição e gasto de energia.

Os pesquisadores descobriram que ratos obesos passaram a comer nos mesmos níveis que seus colegas esbeltos após nadarem algumas horas em uma piscina.

A queda no apetite foi diretamente ligada à maior resposta do hipotálamo a doses de insulina e leptina dadas pelos cientistas aos bichos.

“O exercício físico agudo recupera a condição inicial do organismo e pode ser usado para regular o sistema de saciedade”, diz Eduardo Ropelle, primeiro autor do estudo, publicado hoje na revista científica “PLUS Biology”.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus