Cérebro egoísta


Revista Scientific American

Pesquisadores da Universidade de Zurique descobriram recentemente que induzir a diminuição da atividade na região do córtex pré-frontal do cérebro pode liberar nosso lado egoísta. Para isso propuseram um experimento: numa partida decisiva, dois jogadores receberam certa quantidade de dinheiro. Se conseguissem concordar no modo de reparti-lo, ficariam com a soma que caberia a cada um. Do contrário, ninguém ganharia nada. O jogo contrapõe impulsos egoístas a normas sociais de justiça. É possível controlar a atividade cerebral mediante estimulação magnética transcraniana (TMS, na sigla em inglês), procedimento que altera a sinalização neuronal na área onde é aplicado. Quase 45% dos homens submetidos à TMS no lado direito do córtex pré-frontal aceitaram propostas desleais no jogo. Em comparação, apenas 15% daqueles cujo lado esquerdo foi estimulado e 9% dos indivíduos do grupo de controle aceitaram ofertas injustas. A pesquisa foi publicada na Science.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus