Cérebro: por que dormir faz bem?


Peixes transparentes ajudam neurocientistas a encerrar debate científico sobre se a sesta melhora o desempenho cerebral.

Revista Scientifc American - Carrie Arnold

Parecem óbvios os benefícios do sono. E, ainda assim, os cientistas há muito travam um debate sobre como precisamente o sono melhora o de­sempenho cerebral no nível celular. Um grupo argumenta que o sono reduz as conexões insignificantes entre os neu­rônios, evitando uma sobrecarga do cé­rebro. Outro alega que o sono consolidaa memória do dia anterior.

Recentemente, uma equipe de cien­tistas tentou acabar com essa discus­são ao estudar a forma larval de um recorrente peixe de estimação, conhe­cido no Brasil como paulistinha. Como os humanos, esses peixes são ativos durante o dia e dormem à noite, e na forma larval são transparentes, o que permitiu aos pesquisadores observar o cérebro desses animais enquanto dor­miam. Os pesquisadores, liderados por Lior Appelbaum e Philippe Mourrain,
da Stanford University, marcaram os neurônios das larvas com um corante, de forma que as conexões neuronais ativas, ou sinapses, ficassem verdes, e as inativas, pretas. A diminuição da atividade sináptica demonstraria que o sono suprime as conexões de memória desnecessárias, ao passo que a con­solidação da memória manifestaria um padrão diferente. Após acompanhar a flutuação dessas sinapses ao longo do dia, a equipe descobriu que o paulistinha de fato apresenta diminuição da atividade sináptica geral durante o sono. Os pesquisadores publicaram seus resultados no periódico Neuron, tornando-se os primeiros a demonstrar os efeitos do ciclo sono-vigília e do dia sobre as sinapses de um vertebrado vivo. "O sono é um processo ativo que reduz a atividade no cérebro", elucida Mourrain. "E permite ao cé­rebro se recuperar das experiências anteriores." Sem a redução sináptica ocorrida durante o sono, ele observa, o cérebro não teria a habilidade de absorver e armazenar novas informa­ções de forma contínua.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus