Cortar sal pode tratar pressão alta resitente à remédios


Jornal Folha de São Paulo

Pessoas que não conseguem controlar a pressão alta mesmo tomando vários medicamentos provavelmente estão consumindo sal em excesso. A conclusão é de um estudo publicado no periódico "Hypertension".

Pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália, constataram que pacientes com a chamada hipertensão resistente conseuiram controlar a pressão reduzindo a ingestão de sal.

No estudo, os cientistas acompanharam 12 pessoas com hipertensão resistente que alternaram dietas com altas (5,7 g) e baixas (1,15 g) quantidades diárias de sódio durante uma semana cada uma, com duas semanas de intervalo entre elas.

Os pacientes tinham, em média, uma pressão sistólica de 145,8 milímetros de mercúrio (a medida utilizada paara medir a pressão) e a diastólica, de 83,9. Todos usavam mais de três medicamentos para controlar a pressão.

Com a baixa ingestão de sódio, a pressão ficou dentro dos níveis normais.

Segundo a OMS, a ingestão diária de sal não deve passar de cinco gramas. No Brasil, a média chega a 12.

"Além de reduzir o sal ao preparar os alimentos, é preciso prestar atenção aos produtos industrializados,como enlatados e molhos prontos", diz o cardiologista Marcus Malachias, diretor clínico do Instituto de Hipertensão Arterial de Minas Gerais.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus