Cresce população com diabetes


População com diabetes mais que dobra em 30 anos. Estudo com dados de 199 países e territórios mostra que mundo tem hoje cerca de 350 milhões de diabéticos.

Jornal Folha de São Paulo - por Mariana Versolato

Envelhecimento e crescimento da população e aumento das taxas de obesidade levaram à epidemia.

O número de adultos com diabetes no mundo mais que dobrou nas últimas três dé­cadas, chegando a quase 350 milhões de pessoas. A conclusão é de um estu­do global publicado na pres­tigiosa revista médica "Lan­cet". Foram levantados da­ dos de 199 países e territórios, de 1980 a 2008. O número é bem maior do que o que constava em uma previsão publicada em 2009 no periódico "Diabetes Rese­arch and Clinical Practice", que estimava o número de diabéticos em 285 milhões.

As diferenças podem ser explicadas pelo maior núme­ro de estudos usados pela pesquisa do "Lancet" , e pela diferença de metodologias. O estudo foi conduzido por pesquisadores do Imperial College London e de Harvard, e teve apoio da Organização Mundial da Saúde. Dos 347 milhões de pesso­as no mundo que têm diabe­tes, 40% estão na China e na Índia, e outros 10%, nos Es­tados Unidos e na Rússia.

• Obesidade

Grande parte desse aumen­to (70%), segundo a pesqui­sa, se deve ao crescimento e ao envelhecimento da popu­lação (que aumenta o risco de desenvolver diabetes). Há também uma parcela de "culpa" no aumento mundial do IMC (Índice de Massa Corpórea), principalmente entre as mulheres, ainda de acordo com o estudo.

Mas, segundo Marcos Tam­baseia, professor de endocri­nologia da Unicamp, devem haver outros aspectos que le­vam à epidemia, já que com outras doenças metabólicas, como hipertensão, não tem ocorrido esse aumento. Ele diz que, no caso de pré­ hipertensão, é indicado tra­tamento medicamentoso e, para o aumento de glicemia, mas ainda sem diagnóstico de diabetes, é proposto ape­nas mudança do estilo de vi­da, com pouco efeito clínico. "Talvez seja necessário re­ver a conduta para o trata­mento do aumento global da glicemia, já que esse fato au­menta consideravelmente o risco cardiovascular."

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus