Depressivos têm Menos Capacidade de Assimilar informações Positivas


Revista Scientific American

Um estudo recente publicado no Journal of Behavior Therapy and Experimental Psychatry, questiona a definição tradicional da depressão, que associa o distúrbio a uma intensificação de pensamentos e emoções negativas. O cursioso é que a pesquisa sugere que a psicopatologia parece estar relacionada a uma incapacidade de apreciar experiências positivas. As conclusões vêm de um estudo feito com 34 jovens, metade deles com diagnóstico de depressão, e os restantes saudáveis. Todos participaram de sessões individuais de um jogo eletrônico chamado "Festa dos feijões", em que os voluntários tinham de distinguir bons feijõezinhos dos maus, segundo sua forma e coloração. O psicólogo Daniel Strunk, da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, reconhece que a temática é prosaica mas garante que a estratégia do software é  muito eficiente para avaliar o aprendizado de novas atitudes. Os dois grupos de voluntários foram igualmente competentes no reconhecimento dos personagens maus, mas houve diferenças significativas em relação à identificação da versão boa da leguminosa - os deprimidos se saíram pior. Segundo os autores da pesquisa, embora sejam preliminares, estes resultados sugerem que a depressão pode comprometer a memória e a apreensão de informações positivas, algo que deve ser considerado, principalmente entre os psicólogos clínicos, durante a terapia desses pacientes.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus