Em Escola Pública, Professor Perde 20 min por Aula


Jornal Folha de São Paulo - por Juliana Cariello

Trabalhos diários que valem nota, diálogo, gritos - cada professor adota sua própria estratégia para conter a indisciplina diária numa das piores escolas no ranking do Enem na capital paulista, na zona sul. As advertências adotadas pelo colégio como única forma de "punir" os alunos bagunceiros, na prática, não surtem efeito.

Seja qual for a tática adotada, para organizar os 36 alunos por turma, em média, e poder começar a matéria do dia, os educadores perdem de 15 a 20 minutos - a aula dura 50.

A Folha conversou com dois professores da escola, que pediram anonimato. Para eles, há três razões para isso: 1) alto número de alunos por turma; 2) ausência de perspectiva de ascensão social dos alunos por meio do estudo; e 3) falta de acompanhamento, pelos pais, do desempenho dos filhos.

Para um deles, o primeiro passo é educar os pais dos adolescentes. "Se as mães choram dizendo não saber o que fazer com seus filhos, o que esperar desses jovens?"

A participação da família é considerada importante para o outro professor. Em outra escola estadual onde trabalha, os alunos o esperam na sala após o toque do sinal, prestam atenção e se esforçam. "Os pais e a comunidade participam ativamente do cotidiano da escola, e o resultado positivo é visível."

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus