Envelhecimento é doença controlável


Para dermatologista americana, envelhecer não é natural, mas sim consequência da forma como as pessoas se cuidam.

Jornal de São Paulo - por Denise Menchen

O envelhecimento não é natural, e sim uma doença que precisa ser combatida, para a dermatologista americana Zoe Diana Draelos.

A vice-presidente da Academia Americana de Dermatologia participou, no último final de semana, de congresso de dermatologia, no Rio. Em entrevista à Folha, ela contou o que a faz crer ser possível retardar os efeitos do tempo e deu sua receita.

Folha - Por que a senhora acredita que o envelhecimento não é um processo natural?

Zoe Diana Draelos - Há pessoas de 80 anos que pensam claramente e outras que, aos 60, o cérebro já não funciona. Alguns acreditam que seja por causa dos genes. Há verdade aí, mas também passa pela forma como você se alimenta e cuida do corpo.

Neste ano, foi publicado um estudo com dois macacos de meia-idade. Um recebeu toda a comida que quis e o outro, 30% menos. O que recebeu menos comida ficou com mais cabelo, músculos e ossos mais fortes, maior capacidade de ficar ereto e mais mentalmente ativo do que o que estava acima do peso. O envelhecimento pode ser controlado pelo jeito que nos cuidamos. Envelhecer não é algo natural, é uma doença.

Folha - Se é uma doença, porque acomete todo mundo?

Zoe Diana Draelos - Uma das razões é que, conforme o tempo passa, o DNA é danificado. Quando o sol atinge a pele, a melanina no topo da célula muda de cor, o que protege o núcleo, onde está o DNA. Por isso, as pessoas de compleição mais escura, com muita melanina, não aparentam ser tão velhas quanto as claras. O DNA delas não é tão danificado, a melanina absorve a energia.

Outra razão é que o corpo produz hormônios, e para isso precisa de algumas matérias-primas como a vitamina D. Com o passar do tempo, a pele não já produz tanta vitamina D. Talvez algumas substâncias precisem, então, ser ingeridas na dieta, em maiores concentrações.

Folha - Como evitar que a doença da velhice se desenvolva?

Zoe Diana Draelos - Apesar de ser possível retardar, é impossível deter. Só que, para ser um idoso saudável, é preciso aprender a ser um jovem saudável.

Folha - Qual a receita?

Zoe Diana Draelos - Sol, só antes das 10h e apósas 15h. E há substâncias que, aplicadas na pele, previnem o dano oxidativo [destruição de estruturas celulares por radicais livres]. Chá verde, mirtilo, framboesa e amora são ricos em polifenóis e antocianinas, antioxidantes recém-descobertos.

Além disso, uma dieta saudável é comer algo de cada cor todo dia. A cor de cada fruta e vegetal indica a presença de antioxidantes e vitaminas diferentes.

Outra coisa é não ficar acima do peso e controlar o açúcar. Quem tem nível muito alto de glicose no sangue envelhece mais. O açúcar se liga às proteínas e faz com que elas não funcionem.

Folha - Isso evita também o envelhecimento dos órgãos internos?

Zoe Diana Draelos - Sim. A glicose também se liga à proteína do coração e faz com que ele não consiga mais bombear como antes. Não é possível ter pele ótima e órgãos internos horríveis, e nem ter pele horrível e órgãos internos ótimos. O corpo todo envelhece junto.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus