Equidade no desempenho escolar


Sucesso da educação depende de transmissão de valores que estimulem alunos a alcançar objetivos.

Jornal Folha de São Paulo - por Fernando Veloso

No último artigo, mostrei que os sis­temas educacionais com desempe­nho elevado no Pisa 2009 oferecem educação de qualidade para todos. Estudos recentes mostram que uma combinação específica de ações pode elevar de forma expres­siva o aprendizado de crianças e jo­vens criados em condições socioe­conômicas desfavorecidas.

Essa abordagem, conhecida co­mo "No Excuses" (sem desculpas), caracteriza-se por uma maior dura­ção do dia e do ano letivo, avalia­ções frequentes de professores e alu­nos e uma preocupação em estimu­lar certas características de com­portamento. Uma carga horária mais elevada é importante para compensar o efeito negativo sobre a aprendizagem decorrente de um ambiente familiar pouco estimulante.

Por sua vez, as avaliações de pro­fessores e alunos permitem a identi­ficação dos obstáculos à melhoria do ensino e a criação de mecanis­mos de responsabiiização. Além disso, vários estudos mos­tram que determinados atributos de personalidade e comportamento, como disciplina, persistência, moti­vação e auioestima, contribuem pa­ra a melhoria do desempenho edu­cacional e reduzem a probabilidade de envolvimento com drogas e ativi­dades criminosas.

Nos EUA, o modelo "No Excuses" tem sido utilizado principalmente em escolas "charter", que são esco­las públicas com gestão privada. Um exemplo é o Knowledge is Power Program (Kipp), rede que atende predominantemente alunos de fa­mílias pobres e minorias étnicas. Essa abordagem também é em­pregada pela maioria das escolas "charter" de Boston, de Nova York e do Harlem Children"s Zone, experi­mento que combina ações na área de educação, com programas so­ciais e comunitários. Pesquisas mostram que essas in­tervenções educacionais tiveram grande impacto no desempenho dos alunos em testes padronizados de leitura e matemática.

No Brasil, existem algumas expe­riências recentes que utilizam um modelo semelhante ao "No Excu­ses". As Escolas de Referência em Ensino Médio de Pemambuco, por exemplo, são escolas públicas tempo integral que possuem curriculo estruturado e estabelece metas de aprendizagem. Nelas, os professores são avalidos em função do cumprimento tais metas acadêmicas. Também existe grande ênfase em transmitir valores e características de comportamento que estimulem os aluno concretizar seus objetivos.

O que caracteriza o modelo " No Excuses" é a combinação específica de ações, e não a forma de gestão. Portanto, trata-se de uma intervenção educacional que pode ser replicada em diferentes contextos e oferecer contribuição importante para o aumento da equidade no desepenho escolar.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus