Forma física é um ótimo monitor cardíaco


Jornal Folha de São paulo - por Tara Parker-Pope

Em quanto tempo você corre uma milha ou 1,6 quilômetro? Para pessoas de meia-idade, essa simples medida de condi­cionamento físico pode ajudar a prever o risco de problemas cardíacos ao envelhecer.

Em dois estudos, pesquisa­dores da Escola de Medicina da Universidade Texas Southwes­tern e do Instituto Cooper em Dallas analisaram níveis de condicionamento físico em mais de 66 mil pessoas. Em geral, a pesquisa mostrou que o nível de condicionamento de uma pessoa de meia-idade é um bom indício da saúde cardíaca em longo pra­zo, mostrando-se tão confiável quanto os fatores de risco tradi­cionais como nível de colesterol ou pressão sanguínea. Os dois relatórios foram publicados re­centemente em "Círculation" e "The Journal of the American College of Cardiology".

Nos estudos, a forma física foi medida usando esteiras rolan­tes para avaliar a resistência cardiovascular e a fadiga dos músculos. Mas, quando anali­saram os dados, os pesquisado­res sugeriram que os resultados da esteira poderiam ser tradu­zidos para a velocidade média com que uma pessoa corre uma milha. "Quando você tenta re­sumir condicionamento físico, o que significa?", diz o doutor Jarett D. Berry, professor as­ sistente de medicina interna e cardiologia na Escola de Medi­cina da Southwestern e coautor dos dois trabalhos. "Nesses estudos, a velocidade em que a pessoa corre na meia-idade es­tá associada ao risco de doença cardíaca quando ela for mais ve­lha. O exercício que se faz com 40 anos é relevante para o risco de doença cardíaca aos 80."

Berry advertiu que há neces­sidade de mais estudos antes que o tempo de corrida possa ser considerado parâmetro de risco cardiovascular. Mas ele notou que o ritmo de corrida é uma medida de condicionamen­to que as pessoas podem enten­der facilmente e um bom ponto de partida para avaliar a forma física em geral.

O doutor Berry calculou que um homem de 50 anos que con­segue correr uma milha, ou 1,6 km, em oito minutos ou menos, ou uma mulher capaz de fazê-lo em nove minutos ou menos demonstra alto nível de condi­cionamento. Correr a milha em nove minutos para o homem e 10,30 minutos para a mulher é sinal de condicionamento mo­derado; homens que não conse­guem correr a milha em menos de dez minutos e mulheres em menos de 12 minutos caem na categoria de baixo condiciona­mento físico.

As categorias fazem uma grande diferença para o risco de problemas cardíacos, segun­do o estudo: os sujeitos no grupo de alto condicionamento tinham um risco de vida de 10%, compa­rado com 30% para os do grupo de baixo condicionamento.

O doutor Berry comenta que o condicionamento varia con­forme idade e sexo, e que esti­mativas de tempo de corrida são parâmetros fáceis para pacientes e médicos começarem a conversar sobre forma física. Em geral, uma milha em dez minutos para homem de meia­ idade e 12 minutos para mulher representa bom nível de condi­cionamento.

"A conclusão desses estudos é que o nível de condicionamento quando se é jovem é boa previ­são de risco de doença cardíaca 30 ou 40 anos depois", ele disse. O doutor Timothy Church, professor no Centro de Pesquisa Biomédica Pennington em Ba­ton Rouge, Louisiana, disse que há necessidade de mais pes­quisas para confirmar a ideia de que a velocidade de corrida está relacionada às categorias de risco.

A questão.segundo o doutor Berry, é que a maioria das pes­soas não tem ideia clara de onde elas se encaixam no espectro do condicionamento e não ava­liam os riscos que o baixo condicionamento representa para a saúde.

Embora níveis modestos de exercícios sejam melhores do que nada, ele continua, "o pri­meiro passo é levantar-se do sofá, mas a atividade vigorosa tem um efeito muito maior sobre o nível de condicionamento".

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus