Massagem terapêutica regular alivia stress de vestibulandos


Jornal Folha de São Paulo

Disputar uma vaga nas universidades mais concorridas do país costuma causar muito stress entre os vestibulandos, a ponto de alguns deles se tornarem vítimas do famoso "branco", que pode arruinar seu desempenho na hora do exame. Para contornar esse problema, pesquisadores do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) desenvolveram um tipo de massagem que reduziu significativamente o nível de tensão dos candidatos nos meses que antecedem a prova.

Os voluntários foram recrutados num curso pré-vestibular e metade deles foi submetida a 21 sessões de massagem, de 40 minutos cada uma, duas vezes por semana, entre os meses de setembro e novembro. Chamada pelas pesquisadoras de "terapia manual", a técnica consiste na mobilização dos ombros, da cintura e de grandes músculos do corpo. Os demais participantes, o grupo controle, não receberam nenhum tipo de massagem. O tratamento se mostrou eficaz, melhorando o acesso à memória de curto e longo prazos dos candidatos, além de reduzir os níveis de cortisol, o horrnônio do stress. O estudo forneceu ainda outros resultados interessantes. Ao comparar os alunos dos períodos matutino, vespertino e noturno, verificou-se que os primeiros foram os mais afetados pela pressão do vestibular; já os que estudam à noite eram os menos estressados. Independentemente do horário das aulas, o nível de stress foi mais elevado entre as mulheres.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus