Meu trabalho é Inspirar pessoas


Steve Jobs, a figura-símbolo do inovador de nossos tempos, revelou seus métodos e paixões em depoimentos e entrevistas. A seguir, algumas de suas frases marcantes.

Revista Época Negócios

- "Não tenho planos de me aposentar. Eu não vejo a minha trajetória como uma "carreira". Eu faço coisas. Eu respondo a coisas. Isso não é uma carreira - é uma vida.">>>>Time. abril de 2010.

- "Meu trabalho é inspirar pessoas. É criar espa­ço para elas, abrir clareiras criativas no meio da burocracia corporat iva." >>>Macworld, fevereiro de 1984.

- "Os processos tornam a empresa mais eficiente. Já a inovação nasce das pessoas no corredor, ou umas li­gando para as outras às 10h30 da noite quando tive­ram uma grande ideia, ou se deram conta de furos no modo como estávamos pensando. A inovação nasce de reuniões de meia dúzia de pessoas, feitas no calor da hora, quando alguém descobriu o jeito mais insana­mente genial de fazer algo." >>>> Business Week. outubro de 2004.

- "Quando um carpinteiro constrói um belo armá­rio, ele não usa madeira ordinária no forro. Para dormir tranquilo, usa madeira boa. Isso o deixa fe­liz. É a estética e a qualidade que o movem. Eu sou acima de tudo um artesão.">>>Playboy. fevereiro de 1985.

- "Quando você examina um problema e acha que ele é simples, você não se deu conta de quão complexo ele é. Depois que você mergulha no problema ... per­cebe que ele é complicado e começa a encontrar mui­tas soluções rebuscadas. É aí que a maior parte das pessoas para. Mas alguém realmente bom vai con­tinuar, vai descobrir o problema que está por trás de tudo e encontrar uma solução elegante que fun­cione em todos os níveis." >>>>Billboard, janeiro de 2004.

- "Os grandes artistas, em algum ponto da car­reira, tiveram a opção de repetir uma fórmula de sucesso, e continuar sendo amados pelo públi­co. Mas fazendo isso eles se odiariam, e preferiram correr o risco do fracasso. Bob Dylan e Picasso sem­pre correram esse risco." >>>> Rolling Stone. dezembro de 2003.

- "Eu sou um sortudo. Meu pai, Paul, era um su­jeito extraordinário. Ele nunca terminou o colegial. Quando eu tinha uns 6 anos, me deu uma caixa de fer­ramentas, e passávamos horas na garagem, ele me mostrando como construir coisas, desmontar coisas e reco­locá-Ias no lugar." >>>>Entrevista ao Instituto Smithsoniano, abril de 1995.

- "Não é uma questão de influência pop, ou de convencer o público a usar algo de que não precisa. O que nós fazemos é descobrir produtos que estaríamos loucos para usar. Eu acho que somos muito bons nessa disciplina." >>>>Fortune. março de 2008.

- "Sempre me senti mais atraído pelas mudanças revo­lucionárias. Eu não sei por quê. Talvez por serem mais difíceis. São muito mais estressantes emocionalmente. E sempre há aquele período em que todos em volta di­zem que você quebrou a cara." >>>> Rolling Stone, junho de 1994.

-> "Eu não faço pesquisa de mercado. A gente inves­te bastante estudando nossa base instalada de usu­ários. Também prestamos atenção às tendências da indústria. Mas, no fim, é muito difícil criar algo com base em grupos de foco. Na maioria das vezes, as pes­soas não sabiam que desejavam uma novidade até você mostrá-Ia para elas." >>>> Business Week, maio de 1998.

- "Para criar um design realmente bom, você tem de com­preender a coisa. Tem de internalizar a essência dela. É pre­ciso um envoIvimento apaixonado para compreender a coisa em sua totalidade, mastigá-Ia completamente e não apenas engoli-Ia rápido. A maior parte das pessoas não se permite tempo suficiente para fazer isto." >>>Wired, fevereiro de 1996.

- "Todo mundo em Hollywood diz que a chave das boas ani­mações é história, história, história. Mas na hora H, quando o enredo não funciona, eles não param a produção, e gastam um pouco mais de dinheiro para consertar a história. Isso também acontece na indústria do software. Todos dizem que o usuário é o mais importante, mas ninguém age de acordo com essa crença." >>>>Fortune International, fevereiro de 2005.

- "A verdadeira questão, na hora de contratar alguém, é: essa pessoa aqui na minha frente vai se apaixonar pela Ap­ple? Porque, caso se apaixone, tudo fica fácil. Recrutamento é como achar uma agulha no palheiro. Eu participei da contratação de mais de 5 mil pessoas na vida. E levo isso muito a sério. Não dá para ter certeza em uma hora de entrevista, então, no fim, o que decide é o instinto." >>>>Fortune, março de 2008.

"Meu médico me aconselhou a ir para casa e pôr mi­nhas coisas em ordem, que é o código dos médicos quando querem dizer "prepare-se para morrer". Signi­fica "tente dizer a seus filhos, em poucos meses, tudo que você teria a dizer nos próximos dez anos". Signifi­ca fazer as suas despedidas." >>>Na Universidade de Stanford, sobre a descoberta, em 2004, de um tumor maligno no pâncreas.

- "Ser demitido* foi a a melhor coisa que me aconteceu. O peso do sucesso foi tirado dos meus ombros, e substituído pela leveza de ser, de novo, um iniciante, sem muitas certezas a respeito de nada. Foi duro, como um soco no estômago, po­rém me libertou. Entrei no período mais criativo da minha vida", >>>>Na Universidade de Stanford, em junho de 2005, *Em 1985, Jobs foi forçado a se exonerar da Apple pelo conselho da empresa que fundou.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus