Motivação apetitosa – pessoa dispostas comem mais


Science Now

Um estudo publicado no ScienceNOW revela que pessoas motivadas e dispostas tendem a comer mais do que as outras. Nos testes, feitos com ressonância magnética, que mede a atividade cerebral, as imagens de comida, como pizza, sorvete e bolo, ativaram os centros de gratificação do cérebro com intensidade duas vezes maior nas pessoas altamente motivadas, do que nas contidas. O estudo, além de elucidar que a comida tem um impacto neurológico muito mais poderoso em algumas pessoas que em outras, apóia a idéia de que o vício em comida é um fenômeno real com base neurológica. Porém, a realidade do estudo apontou que muitas pessoas motivadas não comem mais do que devem e que a maioria dos participantes não era obesa. Isso sugere que as pessoas podem aprender a compensar seus centros de gratificação hiperativos. Acredita-se que, apesar da pesquisa ser preliminar, ela pode levar futuramente ao entendimento dos marcadores genéticos para a obesidade.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus