Não basta ganhar bem; é preciso ter mais que os outros


Revista Scientific American

Ter um bom salário pode não ser o bastante, o importante é ganhar mais que seus colegas. Esta é a conclusão de um estudo feito por neurocientistas da Universidade de Bonn, Alemanha, publicado na Science. Eles testaram homens, em pares, perguntando como eles realizariam determinada tarefa e prometendo pagar pelo sucesso. Ao mesmo tempo, aparelhos de ressonância magnética funcional examinavam a atividade cerebral dos indivíduos.

O neuroimageamento indicou que os homens que ganhavam mais que seus parceiros exibiam maior atividade nas áreas de recompensa do cérebro. "O resultado contradiz a teoria econômica tradicional, segundo a qual o principal fator de motivação é a tamanho absoluto da recompensa. Nós demonstramos que o tamanho relativo é o que realmente importa", diz o economista Armin Falk, um dos autores do estudo. Considerando que homens parecem ser bem mais competitivos que mulheres, pelo menos para o senso comum, os pesquisadores agora pretendem repetir os experimentos com o sexo feminino.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus