O jogo do hipocampo


Folha de S.Paulo

Que todo torcedor sofre em jogos do Brasil é fato. O Folhateen ouviu médicos especialistas para saber como as emoções são desencadeadas pelo cérebro e se manifestam no corpo a cada lance de uma partida de futebol.

Gol do adversário - frustação:

A amígdala e o hipocampo, estruturas do cérebro que interpretam as emoções, enviam um “sinal para a hipófise (controlada por outra glândula, o hipotálamo), também no cérebro. O ” sinal” faz as glândulas suprarrenais liberarem o hormônio cortisol na corrente sanguínea. O cortisol faz o ritmo do metabolismo acelerar.

O coração acelera um pouco.

O sangue é desviado para os músculos, deixando a pele mais branca. Torcedores mais fanáticos podem ter dores de cabeça, insônia ou perda de apetite.

Falha do juiz - raiva:

Os hormônios adrenalina e cortisol são liberados no nível máximo, o que aumenta a pressão nas artérias.

Os batimentos por minuto (bpm) podem passar de 80 para até 140.

Interpreta a raiva como um momento de estresse negativo muito forte, o que explica reações agressivas, como a vontade de sair por aí dando murros. A transpiração aumenta, a respiração fica mais intensa e há quem se arrepie.

Expectativa de um lance - ansiedade:

Libera grande quantidade dos hormônios adrenalina e noradrelina. O estresse é positivo, pois ainda é uma expectativa que não foi nem frustrada nem correspondida.

A frequência dos batimentos pode tanto diminuir como aumentar.

Aumenta o poder de atenção. As pupilas se dilatam. A respiração fica mais rápida. Podem ocorrer alterações no sistema digestivo, como maior produção de gases. Há quem tenha diarreia, bloqueio do intestino e incômodo no abdômen.

Gol do Brasil - euforia:

Libera neurotransmissores (ou neuro-hormônios) relacionados ao bem-estar, como a serotonina, a dopamina e as endorfinas.

A frequência cardíaca chega a um pico de até 140 bpm.

A respiração fica ofegante. Ocorrem arrepios. Os órgãos sensoriais ficam aguçados: gostos, sons e cheiros são sentidos de maneira diferente. As pessoas se emocionam mais. E sorriem mais também, é claro!

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus