Proteína oferece pista sobre o cérebro


A proteína eIFSA é um mistério para neurocientistas. A sua peculiaridade em relação às demais substâncias é o fator de conter em sua composição a um aminoácido raríssimo. Sua função é muito pouco conhecida, sabendo-se apenas que ela é importante para o controle da síntese protéica e que está envolvida na proliferação tumoral.

Novas facetas da eIFSA vêm sendo reveladas por um grupo de pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP). Em artigo publicado na revista Brain Research, eles mostram a participação da proteína enigmática no cerebelo, área de sistema nervoso central responsável pela memória dos movimentos. Entre os principais resultados dos experimentos está a grande redução da proteína no cérebro de ratos idosos, o que aponta para seu possível papel no processo de envelhecimento neural.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus