Quanto sua empresa gasta para fazer uma reunião


Revista Época Negócios

Toda empresa tem problemas com reuniões: algumas juntam muitos executivos, não têm uma pauta definida e, depois de horas de conversa, acabam sem que nada tenha sido decidido. Um estudo da consultoria Bain & Co sugere que uma reunião semanal entre os principais diretores precisa de 300 mil horas extras para ser compensada. Mas, em dinheiro, quanto a empresa perde? Tony Fadell, fundador da Nest, resolveu botar na ponta do lápis: a startup, dona de aquecedores e detectores de fumaça inteligentes, desperdiça entre US$ 50 mil e US$ 100 mil a cada reunião. Fadell levou em conta a clássica equação de hora/homem para chegar aos valores. A cifra é alta não só pelos salários astronômicos pagos por grandes companhias do Vale do Silício, mas também porque impacta a produtividade do funcionário antes da reunião: é preciso se preparar para o encontro e se comunicar com os colegas, deixando de lado suas atribuições prioritárias. O número é tão assustador que ajudou a formar uma política interna na Nest: reunião só em último caso.

 

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus