Quantos segundos tem um minuto?


A resposta vai depender da sua personalidade, afirma estudo.


Revista Época Negócios por Paulo Eduardo Nogueira

Chegar atrasado a compromissos pode parecer apenas um problema menor (e nós, brasileiros, temos fama de impontuais, ao contrário dos rigorosos japoneses). Mas um estudo feito pela Proudfoot Consulting calculou que entre 15% e 20% da população ativa americana costuma atrasar em compromissos,
sobretudo de trabalho, o que pode gerar até US$ 90 bilhões anuais de prejuízos por causa do efeito em cascata: quando um CEO atrasa dez minutos, por exemplo, isso retarda toda a cadeia de trabalho numa empresa. Segundo estudos psicológicos, esses atrasos se devem a dois fatores básicos: noções diferentes do que seja "tempo" (para uma pessoa, atrasar-se cinco minutos pode ser tolerável) e diferenças cognitivas (quem desempenha múltiplas tarefas tem a tendência de se atrasar mais, porque perde a noção de como organizar melhor seu tempo).

O tipo de personalidade influi na "impontualidade crônica" segundo experimento da Universidade de San Diego, pessoas classificadas como "Tipo A", que nunca se atrasam, sentem 1 minuto passar em 58 segundos, enquanto as do "Tipo B", habitualmente retardatárias, demoram 77 segundos para sinalizar a passagem de 1 minuto. A natureza do trabalho também contribui para essa diferença: enfermeiras de agitados prontos-socorros tendem a ser Tipo A, enquanto funcionários. de silenciosas bibliotecas públicas se comportam mais como Tipo B. Para o psicólogo Jeff Conte, que conduziu essa pesquisa, pessoas do Tipo A demonstram mais sinais emocionais como irritação ou impaciência, o que também serve para reforçar sua atitude diante do tempo.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus