Ritmos da inteligência


Revista Scientific American

Pessoas com alta pontuação em testes de inteligência são mais hábeis para acompanhar estímulos sonoros ritmados, segundo estudo realizado no Instituto Karolinskat em Estocolmot e publicado no Jourrnal of Neuroscience. O resultado foi surpreendente já que a tarefa não exigiu nenhum tipo de resolução de problema. Os participantes tiveram apenas de batucar com as mãos na mesma freqüência do ritmo sonoro simples que ouviam.

Os pesquisadores pretendem fazer novos experimentos, desta vez usando algum tipo de registro da atividade cerebral, como eletroencefalograma, para compreender melhor o fenômeno. A hipótese principal é que a habilidade rítmica se correlaciona com o padrão de disparos de neurônios o que influencia o processamento de informação e o aprendizado. Segundo eles algum tipo de ruído na atividade cerebral poderia ser responsável pelo desempenho ruim do indivíduo tanto na tarefa de seguir o ritmo quanto nos testes de inteligência.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus