Sono: Mulher em Vantagem na Cama


Agência FAPESP

Ao analisar 1.550 homens e 815 mulheres no Instituto do Sono, na capital paulista, entre março e dezembro de 2006, pesquisadores do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) detectaram que elas, apesar de demorarem mais tempo para conseguirem dormir, passam mais horas em sono profundo e reparador, o que é necessário para garantir o bom funcionamento do organismo. Já os homens, por outro lado, dormem mais rapidamente, ficam mais tempo nos estágios superficiais de sono e têm seu repouso noturno prejudicado mais vezes devido a distúrbios como o ronco e paradas respiratórias sucessivas (apnéias). Os resultados da pesquisa foram obtidos após análise dos questionários aplicados e de exames de polissonografia, realizados no Instituto do Sono.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus