Stress: o Hormônio da Resiliência


Revista Scientific American

Que características biológicas fazem uma pessoa mais ou menos resistente às adversidades da vida? Com essa pergunta em mente e certos de que a resposta a ela pode ajudar muitas pessoas a superar sofrimentos psíquicos, pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, chegaram ao hormônio deiiandrosterona, mais conhecido como DHEA, secretado pelas glândulas adrenais em resposta ao stress.

O estudo foi realizado com soldados americanos que participaram de um curso militar de qualificação para combate debaixo d"água, seguido de exame altamente estressante devido a exercícios radicais de mergulhos noturnos. Os participantes foram avaliados, antes e depois do curso e da prova, por questionários psicológicos e medidas da concentração sanguínea de DHEA. Os resultados mostraram que, ao final do exame, aqueles com níveis mais elevados do hormônio se apresentavam mais tolerantes ao stress físico e psicológico.

Pesquisas com animais já haviam apontado que a DHEA age em receptores do hipocampo, região cerebral muito sensível aos efeitos negativos do stress. Segundo os autores do estudo publicado na revista Biological Psychiatry, os resultados abrem a perspectiva de que, no futuro, drogas similares a DHEA possam ser usadas para proteger soldados do intenso desgaste de operações militares.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus