Tecnologia em Oftalmologia


Folha de São Paulo - por Julio Abramczyk

A nanotecnologia terá, brevemente, especial destaque na área médica por aumentar a efetividade do princípio ativo dos remédios, explicou o médico Marcelo Luis Occhiutto em reunião do Centro de Estudos do Instituto de Oftalmologia Tadeu Cvintal.

O prefixo nano significa muito pequeno, e um nanômetro é igual a um milionésimo de milimetro.

Nanoparticulas de tamanho inacessível a olho nu transformam-se em vetores capazes de levar a droga para a área do corpo humano que necessita de tratamento. Por exemplo, nanopartículas de albumina levam o placlitaxel, quando indicado, até o tumor que está presente em um câncer de mama.

Em oftalmologia, a esperança é uma nova geração de colírios. Os atuais necessitam de instilação frequente - apenas 5% do medicamennto é absorvido em decorrência da baixa biodisponibilidade (quantidade de droga que efetivamente penetra no olho), segundo Occhiutto.

A nova geração de colírios, que será fabricada nos próximos anos, irá liberar a droga mais lentamente, aumentando a quantidade absorvida pelo olho, barateando o remédio e tornando mais confortável a vida do paciennte, que não terá mais de pingar uma gota do colírio no olho a cada 15 minutos o dia inteiro.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus