Videogame de ação pode ser usado para tratar dislexia.


Jogos eletrônicos ajudam a melhorar a atenção de crianças com dislexia, de acordo com um estudo publicado no Current Biology. Pesquisadores da Universidade de Pádua, na Itália, avaliaram o desempenho cognitivo de dez crianças com o distúrbio de aprendizagem - marcado pela dificuldade de ler e escrever - antes e depois de jogarem videogame de ação. Ao todo, foram nove sessões de 80 minutos. Em comparação com o grupo controle, que jogou uma versão sem ação, elas aprimoraram a velocidade de leitura, sem aumento no número de erros. Os benefícios duraram até dois meses. De acordo com o autor do estudo, o neurocientista Simone Gori, a ação exige atenção constante, o que melhora a capacidade de concentração do jogador, efeito que acaba se estendendo para a leitura. A proposta é usar os jogos virtuais como complemento às intervenções tradicionais. .

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à Methodus